Busca  
  Animais invertebrados   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Os gafanhotos

Locusta migratoria
Possuem um par de pernas posteriores muito desenvolvidas e adaptadas ao salto. Também dispõem de antenas que, algumas vezes, são mais compridas que seu corpo. Em geral, sua cor é verde ou marrom. Seu aparelho bucal mastigador tem mandíbulas robustas para comer folhas e talos de plantas. Apesar de serem mais frequentes em regiões tropicais, podem ser encontrados no mundo todo. Costumam viver em pradarias, bosques e terras de cultivo. Quando as condições climáticas são favoráveis, o gafanhoto-migrador (Locusta migratoria) se reproduz rapidamente. Desta forma, nascem milhares de exemplares que arrasam as plantações de cereais, tornando-se uma praga de importância comercial.
 
Os percevejos

Os percevejos medem por volta de um centímetro. Seu primeiro par de asas tem a parte apical membranosa e a parte da base endurecida. O segundo par é membranoso e existem alguns grupos que não possuem asas. Possuem aparelho bucal picador e sugador. Alguns são predadores de pequenos organismos, enquanto outros se alimentam de plantas. Existem grupos terrestres e outros de vida aquática. De forma geral, são mais abundantes em zonas quentes. O Pyrrhocoris apterus é um percevejo muito abundante e característico por suas cores preta e vermelha. Vive nos gramados, bosques e matagais e alimenta-se da seiva das plantas.
 
 
Os escaravelhos (besouros de grande porte)

Os escaravelhos são o grupo mais numeroso de insetos. São facilmente reconhecidos pelo aspecto duro de seu primeiro par de asas, chamadas élitros, que formam um estojo rígido (casulo) que protege seu corpo. Debaixo deste estojo esconde-se um segundo par de asas membranosas. A alimentação dos escaravelhos é bastante variada: madeira, animais em decomposição, caracóis, folhas e raízes. Em geral, são terrestres, mas alguns grupos adaptaram-se à vida aquática. O escaravelho-peloteiro (Scarabeus sacer) nutre-se de excrementos. Para alimentar suas larvas, este inseto forma bolas de esterco as quais arrasta pacientemente até seu ninho.
 


Anterior Início Próxima