Busca  
  Cultura Brasileira   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Lenda da Vitória-Régia


Segundo a lenda, comovida com um gesto de amor supremo, a Lua transformou uma indiazinha em uma maravilhosa flor, que para sempre flutua sobre a superfície das águas.
 
Alguns pajés tupis-guaranis diziam que, no início do mundo, toda vez que a Lua se escondia, parecendo descer atrás das montanhas, estava indo se encontrar com suas virgens prediletas. As pessoas diziam que se a Lua gostasse de uma jovem, acabava transformando esta em estrela, a qual iria juntar-se às várias outras que estão no céu.

A filha de um chefe tribal ficou muito admirada com a história. Então, à noite, quando todos dormiam e a Lua transitava pelo céu, ela, com a ânsia de ser transformada em estrela, perseguia a Lua na esperança de ser vista e escolhida.
     
A menina seguiu a Lua todas as noites durante muitos dias. Aparentemente, a Lua não a notava e ouviam-se de longe os soluços de tristeza da moça. Certa noite, a jovem índia ficou fascinada com o brilho da Lua que estava sendo refletida num lago. Apaixonada por aquela luz mágica, atirou-se nas águas e desapareceu para sempre. A Lua, comovida com aquele gesto de amor, transformou a moça numa linda flor, que flutua sobre a superfície das águas de alguns rios da Amazônia: a vitória-régia. Assim como a Lua, a vitória-régia se abre ao entardecer e se fecha com o clarear do dia.




Anterior Início Próxima