Busca  
  Animais vertebrados   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

O corpo dos vertebrados

O corpo apresenta cabeça, tronco e cauda. Muitos também apresentam extremidades na coluna vertebral, a cintura escapular e pélvica, que podem se desenvolver em patas (para locomoção) ou barbatanas (para nadar). Na cabeça dos vertebrados estão o cérebro, a boca, os olhos e os demais órgãos sensoriais. O tronco acolhe diversos órgãos, como o coração, os órgãos digestivos, respiratórios e reprodutores. Na parte final do corpo encontra-se a cauda que, em alguns casos, como o do homem, só existe no embrião, não sendo encontrada no indivíduo adulto.


A pele

Os vertebrados possuem uma pele elástica que cumpre duas funções básicas: protegê-los das condições ambientais desfavoráveis e permitir a excreção de produtos residuais, tais como o suor. Debaixo da pele, existem inúmeros agrupamentos de terminações nervosas (corpúsculos táteis) que captam os estímulos de frio, calor e pressão, entre outros, ao seu redor.

Em alguns grupos de vertebrados, a pele está coberta por pelos, muito úteis para a manutenção do calor no corpo. Em outros, é recoberta por penas, que permitem o voo, ou por escamas duras, que isolam do exterior. A pele também desempenha a função de proteção.

shutterstock
A pele (ou tegumento) é formada por duas camadas: a epiderme, mais externa, e muitas vezes queratinizada; e a derme, formada por fibras de tecido conjuntivo. Os pigmentos cutâneos, que fornecem a coloração do animal, localizam-se na epiderme.
Nos anfíbios, as larvas respiram pelas brânquias, ao passo que os adultos apresentam uma respiração pulmonar e cutânea. O macho lança seus espermatozoides, enquanto a fêmea libera seus óvulos. Os ovos fecundados externamente caem na água e formam massas gelatinosas
shutterstock
Os mamíferos respiram por meio dos pulmões, órgãos que possuem uma estrutura alveolar muito delicada. Os movimentos respiratórios devem-se à contração dos músculos da caixa torácica, delimitada pelo gradil costal, e do diafragma. A imensa maioria dos mamíferos é vivípara, mas existem alguns mamíferos, como o ornitorrinco, que põem ovos.
As aves são dotadas de pequenos pulmões conectados a sacos aéreos, que se encontram no tórax e no abdome, facilitando a respiração durante o voo. São ovíparas e põem seus ovos em ninhos construídos no chão, em árvores e até em edifícios.
Os répteis têm respiração pulmonar e estão totalmente adaptados à vida em terra firme. Os movimentos respiratórios dependem dos movimentos das costelas. Somente os crocodilos possuem um músculo que é análogo ao  diafragma. A maioria é ovípara e põe seus ovos no solo, onde são incubados.
A respiração dos peixes é branquial. A água entra pela cavidade bucal, circula pelas brânquias e sai pelos opérculos, que abrem e fecham ritmicamente. Quanto à reprodução, a maioria dos peixes é ovípara e põe ovos na água.
O osso é um tecido conjuntivo especializado com depósito de cálcio e outros minerais que proporciona ao animal a sustentação do corpo, a proteção de certos órgãos e a possibilidade de movimentação.
  


Anterior Início Próxima