Busca  
  Corpo humano   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Uma adaptação constante

O organismo humano está em constante desequilíbrio com o meio externo. Por isso, em cada situação particular (calor, umidade), tende a adaptar o meio interno às necessidades de suas células. Desse modo, embora seja sensível ao ambiente, o corpo humano não sofre com ele porque mantém o equilíbrio em seu meio interno.

A temperatura do corpo humano mantém-se em torno dos 37 ºC, ainda que o organismo seja submetido a climas muito frios. Quando essa temperatura é alterada, o corpo está dizendo que existe algo de estranho dentro do organismo (como bactérias, vírus e outros).


A instabilidade do meio externo

Além da temperatura, as variáveis externas mais importantes às quais o organismo humano está submetido são:

• Umidade – varia de acordo com as estações e os lugares. Determina a intensidade da desidratação do organismo;

• Abundância de oxigênio – sobretudo sua disponibilidade, que varia com a altitude. Nas montanhas muito altas, por exemplo, a pressão atmosférica é muito fraca, particularmente a pressão do oxigênio. O organismo tenta equilibrar a quantidade de oxigênio alterando a quantidade de hemácias no sangue;

• Alimentação – bastante variável de uma região para outra.

Os órgãos digestórios são todos aqueles relacionados com a ingestão, digestão e absorção dos alimentos. Na imagem, temos um fragmento do intestino, visível por uma radiografia de contraste
Em climas desérticos, onde a temperatura ambiental é elevada e a umidade praticamente nula, o ser humano sobrevive porque seu organismo é capaz de se adaptar às condições extremas. Climograma da cidade de Karachi, no Paquistão

 
   


Anterior Início