Busca  
  Corpo humano   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Os gametas masculinos

Imagem de um túbulo seminífero em corte transversal. As células mais próximas da parede, em laranja, são as espermatogônias, e no meio, em amarelo, estão os espermatozoides maduros
Os dois testículos são constituídos por numerosos túbulos seminíferos, onde acontece a formação e a maturação das células sexuais masculinas. A formação de um espermatozoide demora 72 dias, mas a cada dia amadurecem milhões deles. Os espermatozoides amadurecem e ficam armazenados no epidídimo, uma estrutura situada acima de cada testículo.

Células especiais situadas na parede do túbulo seminífero (espermatogônias) vão sofrendo divisões mitóticas e uma divisão meiótica até se converterem em espermatozoides. À medida que ocorre esse processo, as células mais maduras vão se situando na saída do túbulo. Uma vez formados, os espermatozoides ficam livres e se dirigem para o epidídimo. O processo de formação de espermatozoides é chamado de espermatogênese.

Ilustração mostrando o processo de espermatogênese


O espermatozoide

Os espermatozoides são produzidos a partir de uma célula chamada espermatogônia, em um processo conhecido como gametogênese ou espermatogênese. Ocorrem algumas divisões mitóticas e meióticas até as células chegarem ao estágio de espermatócito seundário. A partir daí, acontece a espermiogênese, processo de maturação e diferenciação dessa célula até ela formar um espermatozoide. Este, por sua vez, é uma célula diferenciada e apresenta uma estrutura chamada acrossomo na parte da cabeça – que contém enzimas para quebrar a parede do útero e um longo flagelo com mitocôndrias em sua base para fornecer energia para a sua movimentação.

Quando fecunda o óvulo, o espermatozoide apenas penetra a sua cabeça, deixando a cauda do lado de fora. Por isso, todos nós apenas apresentamos DNA mitocondrial de origem materna, pois as mitocôndrias paternas ficam na base do flagelo do espermatozoide, que não entra no óvulo.


A formação do esperma

O esperma é um líquido leitoso, constituído por 40% de espermatozoides e 60% de fluido seminal. O fluido seminal é formado nas glândulas internas (as vesículas seminais e a próstata) e constitui um meio nutritivo e protetor para os espermatozoides. Em cada mililitro de esperma existem aproximadamente 50 milhões de espermatozoides, no caso de homens férteis e saudáveis.

A ejaculação

Para que o esperma seja ejetado, é necessário que ocorra uma ereção e uma ejaculação. A primeira é produzida quando, devido a estímulos, o sangue flui para o pênis que, normalmente flácido, aumenta de tamanho devido à pressão arterial, endurece e se ergue. A ejaculação ocorre quando os estímulos tornam-se mais intensos e as vias genitais se contraem de maneira brusca, expulsando o esperma para a uretra e daí para o meio externo.

Em cada ejaculação são expulsos cerca de 3 a 5 mililitros de esperma, contendo entre 150 e 300 milhões de espermatozoides.



Anterior Início Próxima