Busca  
  Corpo humano   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

A puberdade

Os espermatozoides (em azul) são móveis e seguem na mesma direção durante o seu deslocamento pela parede do útero
Os órgãos sexuais existem desde o nascimento, mas ainda não são funcionais. Durante a puberdade – entre 10 e 12 anos – ocorre a maturação do aparelho reprodutor. Nesse período, verifica-se um aumento de determinados hormônios secretados pela glândula hipófise, como o hormônio folículo estimulante  (FSH), que regula a formação de espermatozoides (ou espermatogênese), e o luteinizante (LH), que regula a formação de hormônios masculinos (androgênios), sobretudo a testosterona, produzida pelos testículos.

O tamanho dos testículos e do pênis aumenta durante a puberdade. Também aparecem as chamadas características sexuais secundárias, como os pelos no púbis, a voz mais grave, barba, pelos no corpo e musculatura mais desenvolvida.
 

A infertilidade masculina

Se a forma dos espermatozoides for anormal, eles não poderão fecundar o óvulo, o que representa uma das causas da infertilidade
Existem diversas causas para a infertilidade masculina: a ausência ou baixa concentração de espermatozoides ou a ausência de espermatozoides normais no esperma (presença de espermatozoides com baixa ou nenhuma motilidade, por exemplo); a obstrução dos ductos deferentes (canais que transportam os espermatozoides dos testículos até a uretra); e causas não diagnosticadas. Problemas como desnutrição, doenças crônicas ou genéticas e até fatores ambientais podem levar o homem à esterilidade. Uma doença comum é a varicocele, que atinge cerca de 10% da população masculina e pode comprometer a fertilidade do homem. A varicocele é caracterizada por uma dilatação dos vasos sanguíneos nos testículos, aumentando a temperatura local e diminuindo a produção dos espermatozoides. Infecções na próstata (prostatite) e câncer de próstata também podem causar infertilidade.

Em muitos casos, tanto a infertilidade feminina como a masculina podem ser revertidas por meio de um tratamento adequado que torna possível o encontro do espermatozoide com o óvulo.

 
 
Os casais inférteis devem procurar clínicas e serviços capacitados, que oferecem diversos métodos, dos mais simples aos mais complicados. Primeiro serão feitos exames para diagnosticar a causa da infertilidade para depois sugerir o tratamento mais indicado para o caso.



Anterior Início