Busca  
  Corpo humano   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Como se prevenir da doença?

Conhecendo os meios de transmissão da doença, a prevenção é muito mais fácil. Mas atenção: todo o cuidado é pouco.

 

Proteção total

Para se proteger de uma infecção pelo HIV, alguns cuidados são fundamentais:

• Use camisinha em todas as relações sexuais.

• Jamais utilize agulhas e seringas se não for possível saber se foram esterilizadas, e nunca compartilhe esse tipo de material.

• No caso de transfusões de sangue e seus derivados, exija que o sangue seja testado, para ter certeza de que não está contaminado pelo HIV e/ou por outras doenças, como a hepatite.  

 
Cuidados com o preservativo


Os médicos são unânimes: para evitar o contágio por via sexual, só a camisinha é eficaz. Mas essa eficiência também depende de alguns cuidados. Confira:

• Só compre preservativos que apresentem na embalagem o símbolo do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). É sinal de que o produto foi aprovado em testes no Brasil e passa por constante acompanhamento de qualidade.

• Atenção aos prazos de validade: eles variam de 3 a 4 anos. Rejeite embalagens amassadas, pois pode ocorrer vazamento do lubrificante.

• Não compre em locais onde o produto fique exposto ao sol, como em farmácias cujas vitrines são descobertas; isso pode causar o envelhecimento do látex.

• Guarde seus preservativos em local protegido de luz, calor e umidade, para que o látex não se deteriore. Nunca os deixe no porta-luvas do carro, por exemplo.

• Há quatro tipos básicos de camisinha: sem lubrificação, lubrificadas, com espermicidas e as ultrarresistentes. A não lubrificada é indicada em casos de alergia ao lubrificante. A lubrificada facilita a penetração, diminuindo o risco de a camisinha rasgar. As com espermicida também são lubrificadas e têm uma substância que reduz o risco de gravidez, no caso de o esperma vazar. A camisinha de maior resistência é lubrificada e tem o dobro de espessura das convencionais; é a melhor opção para quem pratica sexo anal – em que o risco de rompimento de camisinhas é maior. Além destas, existem muitas outras variedades.

• Se você necessitar de lubrificação extra, só use produtos à base de água. Nunca use margarina, vaselina e demais produtos à base de petróleo: eles enfraquecem rapidamente o látex e podem conter micro-organismos.

Seja consciente!

O que aumenta muito as possibilidades de uma pessoa ser infectada pelo vírus da HIV é o chamado comportamento de risco. Esse comportamento é caracterizado por uma percepção de risco diminuída, o que geralmente acontece com o uso de bebidas alcoólicas em excesso ou de qualquer tipo de droga. Tais substâncias fazem com que as pessoas percam o discernimento do que é perigoso e do que não é. Com isso, aumentam as chances de ocorrer ato sexual sem proteção, além de outros atos perigosos, como dirigir embriagado.


Para mais informações, visite os sites:

WHO - World Health Organization (Organização Mundial da Saúde) - em inglês

Ministério da Saúde - Departamento de DSTs, aids e hepatites virais



Anterior Início Próxima