Busca  
  Genética e evolução   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

A Teoria da Evolução hoje

Clique na imagem para saber mais
Embora a Teoria da Seleção Natural de Darwin esteja correta em linhas gerais, os cientistas logo se perguntaram qual era a causa da variação das espécies. O neodarwinismo respondeu a essa pergunta salientando que a causa da variação genética das populações ocorre por dois fatores fundamentais: o aparecimento de fenômenos aleatórios como as mutações (mudanças no material genético) e a recombinação genética (intercâmbio de genes entre os cromossomos na formação das células sexuais).

Para lembrar:

A seleção natural escolhe os indivíduos com variações mais favoráveis e permite que produzam um número maior de descendentes.


Tanto a mutação como a seleção
natural explicam o processo de
evolução dos seres vivos
A formação das novas espécies

Os cientistas acreditam que a maioria das espécies surgiu depois de cumprir pelo menos três etapas: isolamento geográfico, diversificação gênica e isolamento reprodutivo. A partir daí, essas populações são consideradas espécies distintas.


• Isolamento geográfico — a separação física de populações de uma espécie. As barreiras que as isolam podem ser o rio que corta uma planície, um vale que divida dois planaltos ou um braço de mar que separe ilhas e continentes.

• Diversificação gênica — a progressiva diferenciação do conjunto gênico de populações isoladas. A diversificação gênica é provocada por dois fatores: pelas mutações, que introduzem alelos diferentes em cada uma das populações isoladas, e pela seleção natural, que pode preservar conjuntos de genes em uma das populações e eliminar conjuntos similares em outra que vive em ambiente diverso.

• Isolamento reprodutivo — resulta da incapacidade total ou parcial de membros das populações isoladas se cruzarem, produzindo descendência fértil. Em geral, depois de um longo período de isolamento geográfico, as populações se diferenciam tanto que perdem a capacidade de cruzamento entre si, tornando-se reprodutivamente isoladas, ou seja, sendo de diferentes espécies.
 


Anterior Início