Busca  
  Genética e evolução   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

DNA, um cofre de informações

O núcleo das células de todos os seres vivos guarda os cromossomos, que contêm as várias 'receitas' sobre as características da espécie e do indivíduo. Juntos, todos os cromossomos formam o genoma da espécie.

Usando sofisticadas máquinas computadorizadas, os cientistas do Projeto Genoma Humano e da Celera identificaram a sequência das quatro bases nitrogenadas – adenina, timina, citosina e guanina (veja os detalhes abaixo) – distribuídas ao longo da comprida molécula de ácido desoxirribonucleico, o DNA, que se enrola como o fio de um novelo (veja a ilustração) para formar os cromossomos. O trabalho dos cientistas foi como que desemaranhar esse fio, a molécula de DNA, que, se fosse esticada, chegaria a ter 1,8 metro de comprimento.

Nasce o DNA
Só ficamos sabendo que o DNA era o responsável pelo controle das funções de todos os seres vivos há menos de 70 anos, em 1944 – pouquíssimo tempo, quando se trata de conhecimento científico.
Em 1953, os cientistas Watson e Crick propuseram um modelo para retratar a estrutura do DNA: a estrutura de dupla hélice ou de escada em espiral, que já se tornou bastante conhecida. Todo o segredo da vida, tudo o que a define está guardado nesses longos filamentos, formados por unidades chamadas nucleotídeos. São estas as bases mapeadas pelos cientistas do Projeto Genoma Humano e da Celera. 
 
 
Nucleotídeos, a unidade do DNA
 
Composição

Cada unidade do DNA chama-se nucleotídeo, que é composto de um açúcar, um fosfato e uma base nitrogenada. Existem quatro tipos de bases nitrogenadas no nucleotídeo: as púricas - adenina (A) e guanina (G) - e as pirimídicas - timina (T) e citosina (C). Uma sequência específica dos nucleotídeos na cadeia de DNA é um gene, o que significa que transmitirá uma ou mais informações (como se as letras A, T, G e C se combinassem para dar ordens).
 
Cadeias

O enfileiramento de nucleotídeos é que forma cada uma das duas cadeias (as 'laterais' da escada espiral) que constituem o DNA. As combinações em sequência das letras A, T, G e C são responsáveis por todas as instruções genéticas necessárias para originar um organismo único, com características únicas.
 
Degraus

As duas cadeias que compõem o DNA, cada qual com suas sequências, são mantidas unidas por ligações químicas, as pontes de hidrogênio (os 'degraus' da escada espiralada), constituindo pares de bases: a adenina (A) une-se sempre à timina (T), e a citosina (C) se junta sempre à guanina (G).
 
 
 


Anterior Início Próxima