Busca  
  Física   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Indução

Imagine dois corpos neutros, A e B, inicialmente em contato, sustentados por uma haste isolante, que não permite a passagem de elétrons.

Adaptação arte
Indução (1)


Se aproximarmos um terceiro corpo C carregado (negativamente, por exemplo) dos corpos A e B, os elétrons de A e B se afastarão o máximo que conseguirem do corpo negativo C, ficando a região da extrema direita (mais distante de C) com os elétrons (devido à repulsão), e a região da esquerda ficará com poucos elétrons (carga positiva). Conclusão: o corpo A ficará com cargas positivas e o corpo B com cargas negativas.

Adaptação arte
Indução (2)


Se agora separarmos os corpos A e B, eles continuarão carregados.

Adaptação arte
Indução (3)


Pronto, o papel do corpo C já foi feito, podemos retirá-lo agora e os corpos A e B continuarão carregados.

Adaptação arte
Indução (4)


Essa maneira de eletrizar corpos chama-se indução.

Para entender melhor, vamos usar um simulador do Phet: http://phet.colorado.edu/en/simulation/balloons


Quando atritamos o balão na blusa, ocorre a eletrização por atrito, em que a blusa cede elétrons para o balão (ficando cada qual carregado com um sinal diferente). Quando aproximamos o balão carregado negativamente da parede neutra, os elétrons do balão passam a repelir os elétrons da parede. Os elétrons do balão não conseguem sair do balão para ir para a parede, pois o balão é isolante. A região com poucos elétrons na parede fica carregada positivamente. Essa forma que de carregar (a que deixou aquela região da parede positiva) é chamada de indução.



Anterior Início Próxima