Busca  
 
HANSEÁTICA, LIGA
Embarque em porto medieval. A Liga Hanseática criou um sistema de leis marítimas e comerciais.

Confederação de cidades do norte da Alemanha fundada em fins do séc. XIII. O declínio do poder imperial na Alemanha levou essas cidades a se unir para proteger seus interesses comuns. A Liga Hanseática, ou Hansa, parece ter-se originado de duas antigas confederações agrupadas em torno das cidades de Colônia e Lübeck. Mais ou menos em meados do séc. XIV, os membros da Hansa compreendiam quase todas as cidades alemãs situadas ao longo dos mares do Norte e Báltico.

A liga não dispunha de uma constituição formal. Seu único corpo administrativo era um congresso formado por comerciantes das cidades associadas. Suas principais armas eram o boicote e o monopólio comerciais. Se uma cidade se recusava a entrar para a liga, seus comerciantes ficavam impossibilitados de vender seus produtos aos mercados lucrativos.

Uma das maiores contribuições deixadas pela Liga Hanseática foi o sistema de leis marítimas e comerciais por ela desenvolvido.

A confederação dominou o comércio de peles com a Rússia, o comércio de peixe com a Noruega e a Suécia, e o comércio de lã com Flandres. Em 1370, o rei dinamarquês tentou acabar com o poder dela fechando o canal que leva ao Báltico. Uma esquadra hanseática tomou Copenhague e impôs um rígido tratado de paz à Dinamarca. No séc. XVI, começou a decadência, que se acentuaria com a Guerra dos Trinta Anos. Por volta de 1670, a Hansa contava apenas com três cidades: Bremen, Hamburgo e Lübeck.