O que são rios de planalto e de planície?
Rios de planalto são aqueles que apresentam acentuados desníveis entre a nascente e a foz, com grandes quedas-d’água. No Brasil, os rios Paraná e São Francisco são exemplos de rios de planalto. A maior parte de nossos rios é de planalto e tem uma grande importância na economia nacional. Muitos deles apresentam inúmeras quedas-d’água, como as cataratas do Iguaçu, no Paraná, que podem ser excelentes fontes para a produção de energia. Cerca de 91% de toda a energia elétrica produzida no Brasil tem origem nas usinas hidrelétricas. Rios de planície, por sua vez, não apresentam saltos, cataratas ou cachoeiras em seu caminho e são usados, basicamente, para a navegação fluvial. O Amazonas, por exemplo, é navegável desde sua foz, no oceano Atlântico, até a cidade de Iquitos, no Peru. Os rios da bacia Paraguaia, localizados na região Centro-Oeste, ocupando vastas áreas do Pantanal Mato-Grossense, também são rios de planície.