Por que a água oxigenada ferve quando entra em contato com um ferimento?
A água oxigenada é uma solução de peróxido de hidrogênio e seu nome está associado à decomposição dessa substância, que origina gás oxigênio e água, segundo a reação abaixo: H2O2 (aq) => H2O(l) + 1/2 O2(g) O gás oxigênio formado é responsável pela efervescência observada nas utilizações da água oxigenada. Em seu uso doméstico mais comum, por exemplo – desinfecção de ferimentos e descoloração de cabelos e pelos –, ambas as reações estão baseadas no poder oxidante tanto do H2O2 como do O2, produto da decomposição do H2O2. No caso da descoloração de cabelos, a ação dessas substâncias oxida compostos coloridos presentes nos cabelos, que resulta na perda de sua coloração. A ação desinfectante se deve à geração de radicais livres de oxigênio no contato do H2O2 com o organismo. Neste caso, a reação de decomposição do H2O2 é acelerada por uma enzima presente no organismo denominada catalase. Nesse processo, a reação mostrada acima ocorre em etapas, nas quais os radicais livres são formados. Tais radicais são capazes de provocar a morte de inúmeros micro-organismos que porventura estiverem presentes no ferimento, impedindo ou pelo menos dificultando os processos de infecção. Além disso, o O2 formado na decomposição do H2O2 estimula o processo de formação de fibras protéicas responsáveis pela coagulação sanguínea, o que facilita o processo de cicatrização do ferimento.