O que é pressão osmótica?
Para compreender o conceito de pressão osmótica, tomaremos como exemplo uma solução aquosa de NaCl em dada concentração. Ao adicionarmos mais água, veremos que, por mais cuidado que tomemos na adição, há uma tendência de as soluções se misturarem, de modo que, passado algum tempo, a concentração será a mesma em todas as regiões da solução. Para estudar essa tendência das soluções em igualar as concentrações, podemos realizar um experimento utilizando um frasco separado em duas partes por um material capaz de transportar soluto, mas incapaz de transportar solvente. Esse material é denominado membrana semipermeável. Se colocarmos num dos compartimentos a solução de sal anterior e, no outro, água pura, veremos que o nível da água diminuirá e o nível da solução aumentará, indicando que houve passagem de água pela membrana. A experiência mostra que de fato existe uma tendência em equilibrar as concentrações dos dois lados da membrana. Repetindo essa experiência, porém colocando o compartimento da solução conectado a um êmbolo, à medida que a água atravessar a membrana e aumentar o volume da solução salina no outro compartimento, haverá pressão da solução salina contra o êmbolo. Essa pressão será tanto maior quanto for a tendência do sistema em igualar as concentrações, e, portanto, será uma medida dessa tendência. O processo de equalização através da membrana é denominado osmose, e a pressão medida, pressão osmótica. Entre outros trabalhos, Van’t Hoff foi um cientista que se dedicou a estabelecer uma relação entre a pressão osmótica e a concentração do soluto numa solução. Essa relação é expressa pela equação que leva seu nome: Posmótica = [soluto]RT. A importância da pressão osmótica pode ser ilustrada lembrando que todas as células e todas as organelas no interior das células são envoltas por membranas semipermeáveis, criando compartimentos com diferenças de concentração, onde a pressão osmótica é o principal fator para compreender sua função biológica. São exemplos de processos onde o controle osmótico é fundamental: produção de energia na mitocôndria, transmissão do impulso nervoso nos neurônios, liberação de ácido clorídrico no estômago, função de filtração do sangue nos rins etc.