Qual a diferença entre desemprego estrutural e desemprego conjuntural?

Os economistas distinguem dois tipos de desemprego. O desemprego conjuntural depende da conjuntura, isto é, da situação do momento. Ele é visto como decorrente de algo anormal que acontece em determinado momento (uma grande seca, chuva demais, recessão econômica etc.). Acredita-se que, passada a anormalidade, o nível de emprego também voltará ao normal.

O desemprego estrutural acontece em função de mudanças definitivas na própria estrutura da sociedade. A automação dos processos produtivos na indústria e nos serviços é uma mudança definitiva na forma de produzir bens e prestar serviços das sociedades modernas. Por isso, o desemprego que está sendo causado por essa automação está aqui para ficar. A única solução para quem ficou desempregado em função de mudanças estruturais na sociedade é se requalificar ou recapacitar.