Busca  
  Física   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

Velocidade da luz

A luz propaga-se com extrema rapidez. Sua velocidade depende do meio em que ela viaja. O tempo que um raio luminoso leva para chegar a nossos olhos é tão insignificante que até poucos séculos atrás se acreditava que a propagação da luz era instantânea. O primeiro pesquisador que tentou medir sua velocidade foi o italiano Galileu Galilei (1564-1642). Sem conseguir chegar a resultados concretos, o astrônomo concluiu que a luz viajava a uma velocidade infinita. No século XVII, outros cientistas chegaram a um valor aproximado de 200.000 km/s. Em 1929, o físico norte-americano Albert Michelson (1852-1931), usando técnicas mais avançadas, determinou um valor de 299.790 km/s.

Hoje, se admite o valor aproximado de 300.000 km/s para a velocidade da luz no ar e no vácuo. Valor que, já no início do século, Albert Einstein afirmava ser a velocidade máxima que poderia ser alcançada no Universo.

Em outros meios, a velocidade da luz é menor. Na água, por exemplo, é de 225.000 km/s, e no diamante, 124.100 km/s. A relação entre a velocidade da luz no vácuo e em qualquer outro meio chama-se índice de refração e é representada pela letra n. As distâncias entre as estrelas e a Terra são medidas em anos-luz, unidade definida como a distância que a luz percorre no vácuo em um ano. Como o ano tem 31.536.000 segundos e a luz viaja a 300.000 km/s, em um ano a luz percorre: 300.000 x 31.536.000 = 9.460 milhões de quilômetros.


Anterior Início Próxima