Busca  
  Química   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  


Estrutura dos halogênios
 
Os halogênios possuem sete elétrons em sua camada de valência e precisam de apenas um para adquirir configuração de gás nobre. Por essa razão, sua valência iônica é 1 –. 

Na representação dos halogênios, o último nível é igual em todos os elementos do grupo. Dos sete elétrons de sua camada de valência, dois estão situados num orbital de forma esférica. Os cinco elétrons restantes situam-se nos outros três orbitais.
 
Estado natural e propriedades

O flúor encontra-se combinado em minerais, como a fluorita (CaF2), ou a criolita: Na3[AlF6]. No corpo humano, está nos ossos e dentes. O cloro aparece livre em algumas emanações vulcânicas, mas geralmente combinado, sobretudo em cloretos, como no cloreto de sódio (NaCl). O bromo é encontrado na água do mar na forma de brometo. O iodo está na composição da água do mar e em algumas plantas marinhas, mas sua principal fonte são as águas que contêm nitrato do chile, na forma de NaIO3 (iodato de sódio).
 
Elemento

Massa atômica

Número atômico

Estado físico

Cor

Temperatura de ebulição

Flúor (F)

19

9

gás

amarelo-claro

– 188ºC 

Cloro (Cl)

 35,5

17

gás

amarelo

 – 34ºC 

Bromo (Br)

 79,9

 35

líquido

castanho

59ºC 

Iodo (I)

 126,9

53

sólido

cinza

184ºC

 
Em temperatura ambiente, o flúor é um gás amarelo-claro; o cloro, um gás amarelo; o bromo, um líquido castanho; e o iodo, um sólido cinza, com brilho metálico.
 
Os halogênios são tóxicos e irritam as mucosas nasais e a garganta. Em estado livre formam moléculas diatômicas X2, o que os tornam insolúveis em água, mas reagem com ela, inclusive violentamente, como no caso do flúor. São solúveis em solventes orgânicos, como a gasolina, pois são substâncias constituídas de moléculas apolares.


Anterior Início Próxima