Busca  
  História regional   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Industrialização

Nos últimos anos, em cidades colonizadas por imigrantes, como São Leopoldo, Novo Hamburgo, Blumenau, Joinville e Itajaí, surgiram fábricas de porte médio atuando em diversos segmentos, como metalurgia, tecelagem, indústria química e cerâmica, entre outros. Todas têm em comum o fato de terem surgido da expansão de uma atividade artesanal familiar.
 
Incentivos fiscais

Nas últimas décadas, muitas empresas nacionais e multinacionais instalaram-se no Sul, atraídas por incentivos fiscais. Desde os anos de 1990, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul vêm diversificando suas economias. Indústrias pesadas, têxteis, de cerâmica e de couro estão espalhadas pela região. Os Estados pretendem aproveitar o Mercosul para aumentar suas exportações aos países vizinhos.

Hoje, o Sul tem a segunda maior participação em exportações para o Mercosul, perdendo apenas para o Sudeste.



Bóias-frias e sem-terra

A tendência de absorção das pequenas propriedades pelas grandes tem aumentado, principalmente no Paraná. Nesse Estado, só entre 1970 e 1980, cerca de 100 mil propriedades com menos de 20 hectares desapareceram, provocando a migração de 1 milhão de lavradores para o Paraguai ou para o Norte do Brasil. Dois fatores contribuíram para esse fenômeno na região: a geada negra, de 1975, e a substituição das lavouras de café e de algodão por plantações mecanizadas de trigo e soja, além da implantação de pastos em grande escala. Cerca de 500 mil trabalhadores rurais tornaram-se boias-frias.

Enquanto isso...

Os índios guaranis do Sul do Brasil foram dizimados pelos bandeirantes e pelas tropas portuguesas. Seus valores culturais praticamente desapareceram. No Paraguai, a situação foi diferente. Embora muitos deles tenham morrido durante a Guerra do Paraguai (1864 a 1870), os valores indígenas permaneceram fortes naquele país. Hoje, 90,8% dos paraguaios são mestiços, descendentes de espanhóis e guaranis. Além disso, ao lado do espanhol, idioma oficial, o guarani é falado pela maioria da população.


Anterior Início