Busca  
  História regional   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Coronelismo na República Velha

Sertanejo vestido a caráter assiste às filmagens de Canudos, uma Guerra no Céu do Sertão.
Além da seca, os sertanejos enfrentaram os coronéis, os grandes latifundiários que desde o início do século XX adquiriram poder político e social em seus Estados. Usando a força, esses coronéis influenciavam nas eleições e desafiavam os governos estaduais e federal.

A fé como esperança

Juntando poder e religião, o Padre Cícero Romão Batista (1844-1934) exerceu influência no Ceará entre 1872 e 1924. Sob sua liderança, a comunidade de Juazeiro do Norte prosperou.

O milagre de Juazeiro

Líder comunitário e político, Padre Cícero foi considerado milagroso após a notícia de que uma hóstia colocada por ele na boca de uma beata ficara vermelha de sangue. Os fiéis acreditaram tratar-se do sangue de Cristo. O Padre Cícero transformou-se em santo popular.

Seguidores do Padre Cícero

- O beato José Lourenço (1872-1946) organizou, em terras herdadas do Padre Cícero, a Comunidade do Caldeirão. Considerada um foco comunista, foi destruída durante o Estado Novo (1937-1945). Reorganizados em outra comunidade na Serra do Araripe, mais de mil seguidores de José Lourenço foram massacrados. 

- O frade capuchinho Pio Gianotti (1898-1997) — conhecido como frei Damião — foi um dos líderes religiosos populares do Nordeste. Ele percorria o sertão pregando contra a liberação dos costumes e lembrando os católicos da existência do céu, do inferno e do purgatório. 


Anterior Início Próxima