Busca  
  Personalidades   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Desespero de pai

Santos Dumont realiza seu último voo em Paris no dia 13 de setembro de 1909, voltando em seguida ao Brasil, onde recebe numerosas homenagens. Em 1914, quando estoura a Primeira Guerra Mundial, o brasileiro sente-se culpado e dirige um apelo à Sociedade das Nações, propondo a proibição do avião como arma de guerra. Defende a utilização pacífica de sua invenção. Deprimido e vítima de esclerose múltipla, encontra-se debilitado. Também o desagrada a polêmica com os irmãos norte-americanos Wright, que afirmam terem voado num "mais pesado do que o ar" anos antes do 14-Bis.

Em 1932, explode em São Paulo a Revolução Constitucionalista. Santos Dumont mora então em um hotel no Guarujá. Olha para o céu e vê aviões do governo federal prontos para bombardear os paulistas, servindo-se da máquina que ele criara. Desesperado, o "Pai da Aviação" suicida-se em 23 de julho de 1932.

Fique ligado! 
Pouco mais de 68 anos depois de Santos Dumont circundar a Torre Eiffel, o astronauta norte-americano Neil Armstrong pisava o solo da Lua, a 20 de julho de 1969 – exatamente no dia em que Santos Dumont completaria 96 anos de vida.



A disputa com os irmãos Wright

Apesar dos feitos de Santos Dumont, o título de "Pai da Aviação" é alvo de disputa entre o brasileiro e os irmãos norte-americanos Wright. Em 13 de dezembro de 1903, os irmãos Wright, nos Estados Unidos, utilizaram-se de uma catapulta rudimentar (com uso de um plano inclinado) para lançar em voo o biplano Flyer. O aparato deu um salto de 40 metros e em voos subsequentes esta distância aumentaria para um pouco mais de 200 metros. A invenção dos americanos precisava de uma catapulta e um terreno em declive para ser lançada. Além disso, o voo não foi registrado por nenhuma entidade reconhecida de aviação e não há comprovação pública da façanha. Santos Dumont, no entanto, seria o primeiro a construir e levantar voo em uma aeronave mais pesada do que o ar por seus próprios meios.

Réplica do aeroplano de 1903 dos irmãos Wright.


Para saber mais:
Santos Dumont, no Coração da Humanidade, de Welington Almeida Pinto, Edições Brasileiras.



Anterior Início