Busca  
  Política   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

A redemocratização

A ditadura é obrigada a ceder

A oposição sistemática começou a ter resultados no final da década de 1970. Em 1979, foi aprovada a Lei de Anistia aos exilados políticos e a reforma partidária extinguiu a Arena e o MDB, permitindo a reorganização dos partidos para a eleição dos governadores em 1982. A situação venceu em 12 Estados e a oposição em outros dez, no pleito de 1982. Estes últimos eram os Estados mais ricos e populosos do país.

Abertura e fim da ditadura militar

A abertura política chegou ao auge, em 1984, com a campanha pelas Diretas-Já. O primeiro ato público da campanha, liderado pelo Partido dos Trabalhadores (PT), em 27 de novembro de 1983, levou 10 mil pessoas ao Estádio do Pacaembu, em São Paulo. No ano seguinte, a Praça da Sé, também em São Paulo, foi o palco para que mais de 1 milhão de pessoas pedissem as Diretas-Já. O movimento espalhou-se para todos os Estados brasileiros.

Um de seus líderes, o deputado Ulysses Guimarães, chamado de 'Sr. Diretas', percorreu 40 mil quilômetros do país defendendo a volta da democracia.



Eleições após 29 anos
O verde-amarelo da bandeira brasileira volta novamente às ruas, levado pelas mãos dos estudantes em novembro de 1993: protesto contra a corrupção.
Votada em 26 de abril de 1984, a emenda Dante de Oliveira, que restabeleceria as eleições diretas para presidente, não foi aprovada na Câmara. Mas a campanha já estava nas ruas. Um ano depois, Tancredo Neves foi eleito presidente pelo Colégio Eleitoral. Um dia antes de tomar posse, foi internado no Hospital de Base, em Brasília. O vice, José Sarney, ocupou a Presidência. Em 21 de abril de 1985, Tancredo Neves morreu. Antigo presidente da Arena, Sarney governou o Brasil até 15 de março de 1990.

As eleições diretas só vieram em 1989, após 29 anos da última eleição popular para a Presidência.



Enquanto isso...

Enquanto o Brasil lutava pela volta da democracia, o Chile passava por um processo semelhante. Em 1970, os chilenos elegeram Salvador Allende, da Unidade Popular, que tinha como plataforma um programa de socialização do país. Seu governo sofreu intensa campanha de desestabilização – patrocinada pelos Estados Unidos –, que culminou com um golpe militar e com a morte do presidente, em 11 de setembro de 1973. Uma junta militar, chefiada pelo general Augusto Pinochet, assumiu o poder, dissolveu os partidos políticos e instaurou uma violenta onda de repressão política. Em 1980, os militares promulgaram uma Constituição institucionalizando a ditadura. Em 1988, um plebiscito disse não a mais oito anos de Pinochet no poder. Foi o início da transição democrática no Chile. Em dezembro de 1989, os chilenos elegeram o democrata-cristão Patricio Aylwin. A democracia consolidou-se, em 1993, com a eleição de outro democrata-cristão, Eduardo Frei Ruiz Tagle.


Anterior Início