Busca  
  Política   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

As lutas na Regência

Rua do Mercado no Rio de Janeiro, lápis e aguada de Eduard Hildebrandt: um retrato das condições urbanas do Rio de Janeiro em meados do século XIX.
Durante a Regência, as províncias lutaram por autonomia. Aproveitando-se do quadro político nebuloso, algumas delas tentaram se separar pela força. No Pará, ocorreu a Cabanagem; no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, a Farroupilha; na Bahia, a Sabinada; e, no Maranhão, a Balaiada. O período também foi marcado por rebeliões de escravos, sendo que a maior delas – o Levante dos Malês – aconteceu em 1835, na Bahia.

Disputas partidárias

A convulsão social foi um dos motivos que forçaram uma mudança na lei para permitir a coroação de D. Pedro II antes do prazo. Assim, iniciava-se o Segundo Reinado em 23 de julho de 1840, em meio às revoltas provinciais. Tropas foram enviadas aos locais de conflito. A austera repressão armada eliminou a resistência dos revoltosos. Mais tarde, as disputas regionais foram alimentadas por lutas partidárias, trazendo de volta as armas e o sangue para o cenário da política brasileira.


Anterior Início