Busca  
  Sociedade   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Manifestações contra a carestia

Em março de 1953, cerca de 300 mil trabalhadores entraram em greve no Rio de Janeiro e em São Paulo protestando contra a carestia e reivindicando aumentos salariais. A polícia reprimiu com violência o movimento, prendendo diversos grevistas. Depois de mais de um mês de paralisação, os patrões concederam aumentos, pondo fim à greve. 
Comício contra a carestia: milhares de pessoas foram às ruas na década de 1950, fortalecendo a luta dos trabalhadores.
1 milhão nas ruas
Passeata do Silêncio: estudantes de Direito de São Paulo contra a lei que restringia a liberdade de imprensa, em 1956.

Com o suicídio de Getúlio Vargas, o vice-presidente João Café Filho assumiu o poder e adotou medidas de contenção salarial, ao mesmo tempo que o custo de vida aumentava cada vez mais.

Em 2 de setembro, um milhão de trabalhadores saíram às ruas de São Paulo. Foi a maior manifestação realizada até então pelo operariado.





Anterior Início Próxima