Busca  
  Sociedade   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Mem de Sá (1500-1572)

O terceiro governador-geral do Brasil era advogado, desembargador e corregedor. Não era homem de guerras ou aventuras. Mem de Sá chegou ao Brasil, em 1558, em um momento confuso: o governo e a Igreja não se entendiam, os colonos portugueses estavam insatisfeitos e os índios rebelavam-se em várias capitanias.

O governador aportou no Brasil prometendo justiça aos bons e castigo aos maus.


Detalhe de Primeira Missa no Brasil, óleo sobre tela de Victor Meirelles de Lima, 1860: Frei Henrique de Coimbra consagra a hóstia.
Entre jesuítas e índios


Ganhou a simpatia dos padres, permanecendo hospedado com os jesuítas. Era muito ligado ao padre Manoel da Nóbrega, considerado seu conselheiro. O apoio de Mem de Sá às missões jesuíticas ao redor de Salvador estreitou as relações com os índios. Muitos passaram a buscar proteção nos aldeamentos.

Igreja-sede da Companhia de Jesus, na Bahia.


A defesa da Guanabara

Em 1567, o governador concluiu seu maior feito: a expulsão dos franceses do Rio de Janeiro, estabelecidos na região desde 1555. Seu sobrinho, Estácio de Sá, comandou a retomada da Baía de Guanabara. O governador voltou à Bahia, cansado e enfraquecido. Mem de Sá morreu em Salvador em 1572.


Anterior Início Próxima