Busca  
  Sociedade   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Alemães, japoneses e árabes

Museu da Imigração Japonesa, SP
Os japoneses desembarcaram em Santos e de lá rumaram para o planalto, primeiro para o campo, depois para a cidade de São Paulo e áreas vizinhas.
A chegada de imigrantes mudou o cenário nacional. A arquitetura heterogênea e as comidas típicas, como o macarrão ao sugo e a esfiha, são fortes exemplos da contribuição cultural deixada pelos imigrantes.


Alemães

Os primeiros alemães chegaram ao Brasil em 1824, e com maior intensidade entre 1842 e 1872. Os primeiros grupos de imigrantes alemães vieram por conta do governo imperial brasileiro e foram instalados no Sul do país, como uma forma de ocupar a região ameaçada pelos povos platinos. No Rio Grande do Sul, eles fundaram as cidades de São Leopoldo e Novo Hamburgo e, em Santa Catarina, as cidades de Joinville e Blumenau.


Japoneses


Os japoneses fizeram parte das últimas levas migratórias. O principal motivo da chegada tardia foram as desavenças entre os dois países. Eles começaram a chegar em 1908,

Atenção

O Memorial do Imigrante tem em seu acervo alguns depoimentos de estrangeiros que chegaram ao Brasil no início do século XX. Eis dois exemplos:

"Quando cheguei ao Brasil vi pela primeira vez um negro. Pensei: deve ser muito quente para ficar tão queimado de sol (...)", Icek Pomeranc Blum, polonês que chegou ao Brasil em 1927.

"Naquele tempo não tinha um bom nome o Brasil, mas minha mãe falou: Vamos lá [ver] se é o inferno se é o paraíso, vamos lá (...)", Victoria Donelian, Armênia que chegou ao Brasil em 1925. (Memorial do Imigrante/São Paulo)

quando o navio Kasato Maru aportou em Santos trazendo 165 famílias, aproximadamente 781 pessoas. De 1925 a 1935 foi o período em que o Brasil recebeu o maior número de imigrantes japoneses. A maior parte deles estabeleceu moradia em São Paulo, nas regiões do Vale do Ribeira, Vale do Paraíba e no centro-oeste paulista. Além de se dedicarem à agricultura no Sudeste, os japoneses foram para o Pará, onde introduziram a cultura da pimenta-do-reino. Hoje, o Brasil tem a maior colônia japonesa fora do Japão.


Árabes


Os sírio-libaneses começaram a chegar ao Brasil por volta de 1870. Eles tiveram duas grandes áreas de imigração: São Paulo e Amazônia. Diferentemente das outras etnias, que na maioria das vezes vinham subsidiadas pelo governo, os árabes chegaram ao Brasil por conta própria. Por todo o país eles se dedicaram à atividade comercial. Quem já não ouviu falar do mascate? Aquele comerciante que levava linha, agulha, tecidos e todo tipo de produto de armarinho aos lugares mais distantes do Brasil. Em cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Goiânia, os sírios e libaneses ocupam hoje grande parte da indústria e do comércio de tecidos e vestuário, mas há também famílias que cresceram no setor de indústria pesada.


Fundação Biblioteca Nacional, RJ
As colônias alemãs no Sul do Brasil caracterizaram a arquitetura que ainda hoje pode ser encontrada na zona rural.


Anterior Início Próxima