Busca  
  Antiguidade   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Uma morte misteriosa

Em uma viagem de retorno à Pérsia, Alexandre foi ferido mortalmente e acometido de febres desconhecidas, que nenhum de seus médicos soube curar. Mas, devido ao mistério que envolveu sua morte, muitas especulações são feitas, como a
hipótese de Alexandre ter morrido acometido
por sífilis.

Alexandre morreu na Babilônia, em 323 a.C., com apenas 33 anos de idade. O império que com tanto esforço edificou, e que possibilitou a harmoniosa união do Oriente e do Ocidente, começou a desmoronar, já que ninguém possuía prestígio e nem poder político para governar um território tão amplo e complexo. Logo após sua morte, o império foi dividido entre os homens de alto cargo militar.

Depois de sua morte prematura, a influência da civilização grega no Oriente e a orientalização do mundo grego continuaram e alcançaram sua mais alta expressão no que se conhece sob o nome de helenismo, fenômeno cultural, político e religioso que se prolongou até os tempos de Roma.

Curiosidades

• Alexandre fundou uma cidade chamada Bucefalópoles em homenagem ao seu cavalo.

• A mãe de Alexandre, Olímpia, acreditava que Alexandre era filho de Aquiles. Ela narrava ao filho que durante seu parto, seu ventre fora acometido por um raio.
 
• Apesar do apelido dado por causa da grandeza de suas conquistas, Alexandre media apenas 1,52m.

• Alexandre teve mais duas esposas além de Roxana e um amante, o amigo Hefestião. Quando Hefestião morreu, dizem que Alexandre ficou tão arrasado que teria chorado incessantemente por dois dias.


Anterior Início