Busca  
  Antiguidade   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Antigas lendas gregas

A história de Creta e de sua civilização foi retratada pelo povo grego por meio de mitos e lendas.

O mito de Europa

Numa praia deserta estavam Europa, a bela filha do rei da Fenícia, e algumas amigas. As moças brincavam distraidamente e não perceberam a chegada de um grande touro branco. O animal se aproximou de Europa e se curvou em reverência. Encantada, ela decidiu montar nele. O touro, então, partiu em disparada para o mar, só parando muito tempo depois, ao chegar a uma imensa ilha chamada Creta. Lá ele se revelou: era Zeus, que se disfarçara para conquistar a moça. Ela se apaixonou por ele e lhe deu três filhos: Minos, Sarpédon e Radamante. Mais tarde, Europa casou-se com o rei de Creta, que adotou seus filhos e transformou o mais velho deles – Minos – em herdeiro do trono.

A maldição de Posêidon

Minos casou-se com Pasífae. Certo dia, o casal recebeu de Posêidon – o deus dos mares – um touro de presente, que devia ser sacrificado. Mas o animal era tão bonito que Minos decidiu poupá-lo da morte. O deus, irritado, fez com que Pasífae se apaixonasse pelo touro e tivesse um filho dele, com corpo de homem e cabeça de touro: o Minotauro. Para esconder a desgraça que se abatera sobre sua família, Minos ordenou que o arquiteto ateniense Dédalo planejasse um labirinto para aprisionar o monstro e evitar que ele escapasse.

No palácio Knossos foram encontrados muitos afrescos retratando touros.


Mais desgraças

Mas as desaventuranças estavam apenas começando na até então afortunada vida do rei Minos. Algum tempo depois, seu filho Androgeu foi assassinado após vencer todos os jogos em honra à deusa Minerva, em Atenas. Exigindo vingança, Minos partiu com seus exércitos em direção a Atenas, mas a cidade pediu paz. Para não atacá-la, o rei fez um estranho acordo: durante nove anos os atenienses teriam de enviar a Creta sete moças e sete rapazes, todos virgens, para servir de alimento ao Minotauro.

Ariadne e Teseu, representados em uma pintura francesa do século XIX


O fio de Ariadne

Teseu, filho do rei de Atenas, ao ver a tragédia que se abatia sobre a cidade, ofereceu-se para matar o Minotauro. Juntou-se ao grupo que seria sacrificado e partiu para Creta. Antes de entrar no labirinto, Teseu conheceu Ariadne, filha de Minos. Os jovens se apaixonaram e juntos planejaram uma maneira de Teseu escapar do labirinto. Ariadne lhe deu um novelo, que Teseu foi desenrolando até encontrar o Minotauro. Depois de matar o monstro, como havia prometido ao pai, Teseu refez o caminho de volta, seguindo a trilha deixada pelo fio de Ariadne. Os dois jovens partiram de Creta juntos, mas Teseu abandonou a amada no meio do caminho.


Anterior Início Próxima