Busca  
  Era Contemporânea   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Ascensão do nazismo na Alemanha

Espartaquistas combatendo nas ruas de Berlim (6 de janeiro de 1919).
A Alemanha nos anos 20

A Alemanha foi derrotada na Primeira Guerra Mundial e humilhada pelo Tratado de Versalhes (1919-1920). A república alemã, instaurada em 1918 após a abdicação de Guilherme II, teve de enfrentar a tentativa de golpe dos comunistas alemães da Liga Espartaquista (1919), a hostilidade da burguesia nacionalista – que criticava as reformas econômicas e trabalhistas – e a desvalorização de sua moeda, o marco. Em 1919, foi aprovada a Constituição de Weimar, que estabelecia a organização federal da República.

O revanchismo alemão

Desfile de ex-combatentes contra o Tratado de Versalhes.
A maioria dos alemães era contrária ao cumprimento do Tratado de Versalhes, considerando-o injusto para a Alemanha. O tratado exigia custosas reparações de guerra e tomava as colônias e parte do território dos alemães, além de impor limitações militares. O sentimento de injustiça foi agravado com a ocupação da bacia do Ruhr pela França e a Bélgica, como garantia dos créditos concedidos à Alemanha.

A conquista do poder

Em 1923, Hitler tentou tomar o poder com um golpe de Estado em Munique (Putsch de Munique), que fracassou após a intervenção do exército e da polícia da República de Weimar. No entanto, com a crise econômica iniciada em 1929, o Partido Nacional-Socialista (ou Nazista) conseguiu aumentar suas cadeiras no Parlamento a partir de 1931. Dois anos mais tarde, Hitler foi nomeado chanceler com a aprovação do presidente Hindenburg. Em 30 de janeiro de 1933, assumiu o cargo de chanceler, nomeando um governo de coalizão.

Para lembrar:

O Partido Operário Alemão, fundado em 1919, transformou-se um ano depois no Partido Nacional-Socialista Alemão. Em 1921, Hitler foi nomeado chefe do Partido Nazista com poderes de ditador.

Adolf Hitler

Adolf Hitler nasceu na Áustria. Depois de tentar, sem êxito, entrar na Escola de Belas-Artes, alistou-se no exército alemão na Primeira Guerra Mundial. Terminada a guerra, instalou-se em Munique, onde entrou em contato com o Partido Operário Alemão.


Frente da sede do parlamento.
A Alemanha nazista

Já no poder, Hitler adotou uma série de medidas destinadas a consolidar a superioridade do Partido Nazista e instaurar um Estado totalitário e policial. Em maio de 1933, foi proibido o exercício de partidos políticos e sindicatos. Ao mesmo tempo, entraram em vigor as primeiras leis racistas, contra os não-arianos. A doutrinação era feita por um ministério específico, que cuidava da propaganda no rádio, cinema e imprensa; a juventude começou a ser 'educada' e organizada pelo Partido Nazista. Na economia, iniciou-se uma época de autarquia e rearmamento acelerado.

Para lembrar:

O Reichstag, sede do Parlamento alemão, foi incendiado pelos nazistas, mas o feito foi atribuído aos comunistas. Com isso, os nazistas pretendiam desmoralizar os inimigos e possuir um motivo para tomar o poder.


Os judeus e suas posses eram vítimas de agressões, como se vê nas pichações desta vitrine.
O nazismo


O nacional-socialismo era um movimento que baseava sua ideologia no antissemitismo, na crença da superioridade da raça ariana sobre as 'raças inferiores', na subordinação do indivíduo ao Estado, na hierarquização da sociedade, no nacionalismo e no unipartidarismo. Exigia uma obediência cega ao Führer, rechaçava o Tratado de Versalhes e defendia uma política externa expansionista e militarista.

O caminho para a guerra

Hitler desfila em carro aberto.
Ao ser nomeado chanceler, Hitler afirmou que a prioridade da sua política externa era conseguir a revisão do Tratado de Versalhes. Isso levou a Alemanha a ocupar a Renânia desmilitarizada (1936). Dois anos mais tarde, anexou a Áustria (Anschluss). Meses depois, na Conferência de Munique, a França e a Grã-Bretanha aceitaram que Hitler ocupasse os Sudetos, na Tchecoslováquia. Em 1939, a Alemanha firmou com a União Soviética um pacto de não-agressão, em que dividiram as zonas de influência na Europa oriental.



Anterior Início Próxima