Busca  
  Era Contemporânea   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Ciência e cultura

De Darwin a Einstein
Albert Einstein.

Na virada do século, o progresso da ciência já era assombroso e parecia não ter fim. O homem passou a acreditar que a ciência resolveria todos os seus problemas. Darwin já havia revolucionado a biologia com sua teoria da evolução das espécies. Na medicina, a maioria das bactérias tinha sido identificada e vacinas para várias doenças eram elaboradas. No campo da física foram descobertos o raio X e a estrutura do átomo. Porém, a descoberta mais inovadora foi a teoria da relatividade de Einstein, que abriu novos horizontes para a ciência. Os avanços científicos foram decisivos para o desenvolvimento da indústria, assim como para o aumento da população e seu maior bem-estar.

A arte entre dois séculos

A arte é um reflexo da sociedade em que vivemos. Assim, no final do século XIX, os artistas aplicaram vários avanços científicos em suas obras, como a percepção da luz (impressionismo), criticaram as desigualdades sociais trazidas pela industrialização (realismo e naturalismo) ou elogiaram ideais políticos (romantismo). O artista tornou-se boêmio e, nos primeiros anos do século XX, a arte viveu uma revolução total. A pintura passou a ser baseada na expressão da cor (fauvismo), dissecou a realidade com formas geométricas (cubismo), refletiu a dor (expressionismo) ou explorou o mundo dos sonhos (surrealismo). Naquela ocasião, nascia uma nova arte: o cinema.

O cinema

O mundo ficou maravilhado diante da invenção do cinematógrafo, um novo meio de
comunicação social que originou uma poderosa indústria. O avanço tecnológico e o aumento da população nas grandes cidades facilitaram o sucesso desse meio de expressão, chamado 'sétima arte'.

Para lembrar:

Auguste e Louis Lumière realizaram em 1895 a primeira projeção pública, num café de Paris. Nos Estados Unidos, houve tentativas frustradas de projetar imagens, mas foram esses dois irmãos franceses que conseguiram aperfeiçoar o sistema e obter a patente. São considerados os pais do cinematógrafo.


Anterior Início Próxima