Busca  
  Era Contemporânea   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Unificação italiana

A península Itálica era formada por um conjunto de Estados independentes. Após o fracasso da Revolução de 1848, a ideologia da unificação passou a ser difundida pela Itália. Víctor Emmanuel II, rei do Piemonte-Sardenha (da casa de Savóia), aliou-se aos franceses para lutar contra a Áustria. O imperador francês, porém, fez um pacto com os austríacos. Decepcionado com esta traição, Víctor Emmanuel II promoveu revoltas populares por toda Itália. Por fim, graças à colaboração de Garibaldi, a unificação foi completada em 1870, em torno do reino de Piemonte-Sardenha.
Clique na imagem para ampliar.

Para lembrar:

A unificação italiana gerou a Questão Romana ou Religiosa, quando o papa Pio IX exilou-se em Roma como reação à perda dos Estado Papais. O problema durou de 1870 até 1929, quando o ditador Mussolini e o papa Pio XI resolveram a questão com o Tratado de Latrão, que criou o Estado do Vaticano.


Retrato de Garibaldi.
Garibaldi


O republicano Giuseppe Garibaldi foi um dos mais célebres revolucionários do século XIX. Casado com a brasileira Anita Garibaldi, ficou conhecido pelo epíteto de "Herói de Dois Mundos", pois antes de lutar na Itália, participara da Revolução Farroupilha no Brasil. Demonstrou enorme capacidade militar nos muitos combates que participou. Mais espetacular do que seu talento como estrategista era, no entanto, seu carisma. Graças à sua personalidade, Garibaldi mobilizou milhares de partidários para que pegassem em armas. Em maio de 1860, Garibaldi desembarcou na Sicília e lançou-se à conquista do sul da Itália, contando com mil seguidores. Logo contaria com um exército de 200 mil homens. Ocupou Nápoles e conseguiu entregar o sul da Itália ao rei de Piemonte.


Anterior Início Próxima