Busca  
  Era Contemporânea   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

A terceira e a quarta guerra árabe-israelense

O principal conflito árabe-israelense aconteceu em 1967 e ficou conhecido como Guerra dos Seis Dias. Egito, Síria e Jordânia, sob o comando de Nasser, prepararam uma ação conjunta contra Israel. No entanto, com apoio dos Estados Unidos, os israelenses realizaram um ataque frontal aos inimigos, garantindo importante vitória. Como resultado da guerra, o Estado israelense anexou Jerusalém, ocupou a Cisjordânia, a Península do Sinai, a faixa de Gaza e as colinas de Golan. O êxodo palestino aumentou e a recém-criada OLP firmou-se como expressão política e braço armado do povo.

Guerra do Yom Kippur

Desobedecendo às determinações da ONU, que exigia a devolução dos territórios, Israel manteve suas conquistas. Isso provocou, em 1973, a Guerra do Yom Kippur (quarta guerra árabe-israelense) e a crise do petróleo. Após a morte de Nasser, principal líder nacionalista árabe, em 1970, Anuar Sadat subiu ao poder. Os esforços de seu governo centraram-se na recuperação dos territórios que o Egito havia perdido para Israel em 1967. Para atingir esse objetivo, Egito e Síria planejaram uma nova ofensiva armada, concretizada em 6 de outubro de 1973, dia em que os judeus comemoravam o Dia do Perdão ou Yom Kippur. No início da Guerra do Yom Kippur, os árabes estavam em vantagem, mas a imediata ajuda norte-americana mudou os rumos da guerra e Israel manteve o domínio sobre as áreas ocupadas.

Choque do petróleo

Os países produtores e exportadores de petróleo aproveitaram o contexto político gerado pela Guerra do Yom Kippur para elevar os preços do barril: foi o chamado "choque do petróleo". Uma de suas principais consequências foi a grave crise econômica mundial, que atingiu principalmente Japão e os países do então Terceiro Mundo e da Europa. A crise do petróleo marcou profundamente a década de 70, demonstrando o perigo da dependência global em relação ao petróleo árabe. Em tempos de Détente, Estados Unidos e União Soviética passaram a buscar a pacificação do Oriente Médio. Esse esforço conjunto das superpotências resultou na aproximação entre Egito e Israel, formalizada em 1979 com a assinatura dos acordos de Camp David.


Anterior Início Próxima