Busca  
  Era Contemporânea   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

As revoluções

A revolução de Fevereiro/Março

Os desastres da Primeira Guerra Mundial aceleraram o início da Revolução. A fome e o desemprego agitavam a população. As greves se sucediam. Em fevereiro/março de 1917, estourou uma revolução espontânea em São Petersburgo, capital do império czarista. Abandonado pela elite dirigente e pressionado pelas manifestações populares organizadas pelos sovietes, o czar renunciou e a Rússia tornou-se uma república constitucional. A Duma e os sovietes estabeleceram um governo provisório que criou as bases do novo regime.

Para lembrar:

A Rússia utilizava o calendário juliano, treze dias atrasado em relação ao ocidental, o gregoriano. A diferença desapareceu em 1918, ano em que Lênin oficializou o calendário gregoriano.

A revolução de Outubro/Novembro

O povo e os grupos radicais criticavam o governo provisório, de linha liberal burguesa, em especial na decisão de manter a Rússia na Primeira Guerra Mundial. Lênin e os bolcheviques defendiam uma revolução comunista, que desse o poder aos sovietes. A ação bolchevista buscava concretizar as chamadas Teses de Abril (paz, pão, terra e liberdade), apresentadas por Lênin após seu retorno do exílio. As teses ainda defendiam o controle das fábricas pelos operários, a entrega das terras aos camponeses e a formação de um governo proletário. Depois de preparar minuciosamente o plano, os bolchevistas tomaram de assalto o Palácio de Inverno, destituindo o governo provisório. A revolta se espalhou por todo o país. O poder passou aos sovietes e foi criado o Conselho de Comissários do Povo, que aprovou os primeiros decretos revolucionários.

Lênin, à esquerda, discursa para a multidão.
Lênin


Lênin foi a figura principal e o impulsionador da Revolução Russa. Juntamente com os bolcheviques, planejou a Revolução de 1917 em todos detalhes e soube pôr as massas a seu favor. Seguidor das teorias marxistas, modificou algumas para adaptá-las à situação real da Rússia e fazer triunfar a Revolução. Governou até sua morte, em 1924, sendo sucedido por Stálin.

Os bolcheviques

Em 1903, o Partido Operário Social-Democrata russo dividiu-se em duas facções: a dos bolcheviques ou radicais e a dos mencheviques ou moderados. Os bolcheviques eram partidários de Lênin e acreditavam que o proletariado deveria dirigir a Revolução, não os burgueses. Tomaram o poder após a revolução de Outubro/Novembro. Os mencheviques, por sua vez, acreditavam que o czarismo deveria ser substituído por uma revolução burguesa e que o socialismo seria implantado gradualmente com uma política de reformas e pela via eleitoral. A separação definitiva aconteceu em 1912, nascendo os partidos bolchevista e menchevista.


Anterior Início Próxima