Busca  
  Era Contemporânea   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

A guerra-relâmpago ou Blitzkrieg

Em 10 de maio de 1940, o exército alemão lançou uma ofensiva contra os Países Baixos e a França. Combinando ofensivas de para-quedistas com rápidas manobras de veículos blindados – a chamada guerra-relâmpago, que durou de 1939 a 1941 –, os alemães venceram as defesas francesas. Berlim passou a controlar diretamente o norte e, no sul, formou-se um governo colaboracionista chefiado pelo marechal Pétain, a República de Vichy, após a assinatura do armistício franco-germânico em junho de 1940.

Para lembrar:

Para Hitler era fundamental criar uma "nova ordem" na Europa, baseada na superioridade alemã, na exclusão – incluindo eliminação física – de minorias étnicas, tais como judeus e ciganos, na supressão das liberdades e dos direitos individuais e na perseguição às ideologias liberais, democráticas, socialistas e comunistas.

O exército alemão

Em 1939, a Wehrmacht, o exército alemão, era o mais poderoso da Europa. Estava estreitamente ligado ao Partido Nazista. Em suas fileiras alistaram-se numerosos estrangeiros procedentes de países coligados (como os espanhóis da Divisão Azul) e dos territórios ocupados: russos, cossacos e romenos.


Anterior Início Próxima