Busca  
  Era Contemporânea   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Anexações

Chamberlain: concessões a Hitler
Em 7 de março de 1936, Hitler invadiu a Renânia – região alemã junto à fronteira com a França – que deveria ficar desmilitarizada de acordo com o Tratado de Versalhes. Dois anos depois, a Alemanha fez a anexação da Áustria, aprovada em plebiscito nacional. Visto como herói em seu país natal, Hitler reivindicou mais territórios.

A Grã-Bretanha, ainda a maior potência mundial, interveio na tentativa de deter o expansionismo da Alemanha nazista. Com sua política de apaziguamento, o primeiro-ministro britânico Neville Chamberlain entrou em negociações com os alemães e acabou permitindo aos nazistas ocupar parte dos Sudetos, região de maioria alemã que então pertencia à Tchecoslováquia e que Hitler desejava. Em 1939, a Alemanha invadiu o restante do território tchecoslovaco.

Em agosto de 1939, a Alemanha e a União Soviética assinaram um pacto de não-agressão, no qual secretamente dividiam a Polônia. Era o Pacto Germano-Soviético – ou Ribbentrop–Molotov, nome dos dois ministros do Exterior. Hitler desejava o corredor polonês que oferecia à Polônia uma saída para o mar Báltico. 

Anterior Início Próxima