Busca  
  Idade Média   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Do matriarcado ao patriarcado

Reprodução
Adão e Eva, de Albrecht Dürer. Nascida da costela de Adão, a mulher aparece na Bíblia sem nenhum poder.
"No princípio era a Mãe. O verbo veio depois". A frase da pensadora feminista norte-americana Marilyn French refere-se à passagem da cultura matriarcal para a patriarcal. O nascimento da agricultura e a definição dos territórios tribais levou ao acirramento das disputas e das guerras. As concentrações humanas cresceram organizadas em torno da produção de alimentos e das lideranças guerreiras que lhes davam proteção. Essa mudança levou à queda das deusas e à criação dos deuses – fortes, guerreiros, conquistadores. A saga de Conan, levada para o cinema, nos dá uma ideia de como eram esses tempos. Os textos bíblicos também lembram essa época: a mulher obedece e serve. É mãe, cortesã ou prostituta e não tem poder político. Nas sociedades ocidentais, os deuses acabam dando lugar a um só deus, matriz das três principais correntes religiosas do mundo atual: o cristianismo, o judaísmo e o islamismo. A mulher passa para um segundo plano.

Fique ligado!

Segundo a Bíblia, Deus criou a Terra e todos os seres que nela habitam. Também fez Adão, à sua imagem e semelhança. Da costela de Adão, fez Eva. Em outras palavras: o primeiro homem deu à luz a primeira mulher. O que antigamente era a função sagrada do feminino passa a ser do masculino. A mulher, de criadora, torna-se criatura.


Anterior Início Próxima