Busca  
  Idade Moderna   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

O encontro de duas civilizações

A conquista da América provocou um enorme impacto sobre os povos indígenas. Sua organização social e política foi destruída. A estrutura econômica mudou com a implantação do trabalho forçado, sob o domínio dos colonizadores. Do ponto de vista ecológico, o habitat foi modificado pela introdução de novos cultivos e da criação de gado.

A conquista do México

A conquista do México foi obra do espanhol Hernán Cortez, que contou com o apoio dos tlaxcaltecas, povo indígena adversário dos astecas. Após a conquista de Anahuac, Cortez chegou a Tenochtitlán, capital do Império Asteca, onde foi bem recebido por Montezuma II, rei desse povo. Contudo, o comportamento agressivo dos espanhóis provocou a revolta dos astecas. Em 1525, Cortez dominou esse império após a queda de Tenochtitlán.

A conquista do Peru
Retrato de Francisco Pizarro, óleo sobre tela de Daniel Vázquez.

O Peru foi conquistado por Francisco Pizarro, aproveitando-se da guerra em que se enfrentavam Atahualpa e seu irmão Huascar pelo domínio do império inca. Pizarro mandou executar Atahualpa, após capturá-lo em Cajamarca. Depois da tomada de Cuzco, próspera capital do império, em 1533, Pizarro nomeou como novo chefe dos incas Manco Cápac II, ou Manco Inca. Em 1536, os abusos hispânicos desencadearam uma revolta dos incas, que só foi sufocada em 1545.

Para lembrar:

A escravidão era proibida, contudo os indígenas eram utilizados como mão de obra mediante a "encomienda" e a "mita" (formas de trabalho compulsório). O encomendero recebia os frutos do trabalho do índio em troca de ensinar-lhe a religião católica. Na "mita", os índios, escolhidos por sorteio em suas comunidades, trabalhavam por um determinado período e recebiam uma baixa remuneração.


Anterior Início Próxima