Busca  
  Pré-História   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Os metais

Idade do Cobre

As terras do Egito e da Mesopotâmia eram pobres em matérias-primas, como o cobre. Este era muito apreciado pelas vantagens da sua utilização na fabricação de armas e objetos artesanais, em lugar da madeira e da pedra. No final do quarto milênio a.C. intensificou-se a busca do cobre no Mediterrâneo, que era depois distribuído no Egito e na Mesopotâmia.

Idade do Bronze

O bronze era um metal muito valorizado porque dava ao homem superioridade técnica e militar, permitindo-lhe fabricar melhores armas e ferramentas. Os novos núcleos urbanos do Oriente Médio, preocupados com a crescente necessidade de metais, iniciaram a busca de uma "rota dos metais", navegando em direção ao Mediterrâneo oriental. Levas de homens chegaram à Europa central e ocidental com o desejo de encontrar cobre, ouro, prata e estanho. Este último, misturado ao cobre, servia para fabricar o metal mais utilizado no Oriente Médio: o bronze. A busca desses metais levou os homens até o sul da Península Ibérica, onde se instalaram e iniciaram várias explorações mineiras. Um dos centros mais importantes da cultura do bronze foi El Argar, situado em Almería, na Espanha.

Idade do Ferro

Aos poucos, o ferro foi substituindo o cobre, por ser um metal mais forte e duradouro. O ferro era um material raro e a generalização do seu uso foi lenta, pois a técnica exigida para fundir o metal era complicada e necessitava de fornos com altas temperaturas. Para conseguir uma primeira fusão do ferro era necessário manter o forno a uma temperatura de 1.100 °C. O metal era depois trabalhado na forja, para ganhar dureza e consistência. A partir dos séculos V e IV a.C. generalizou-se na Europa a fabricação de utensílios agrícolas e muitos instrumentos de pedra e bronze foram sendo substituídos por outros de ferro.

Para lembrar:

As primeiras minas situavam-se em jazidas que afloravam à superfície. Hoje, podemos ver nos vestígios arqueológicos dessas minas, depressões em forma de funil e grandes acumulações de escórias nos locais onde o mineral que contém o estanho, a cassiterita, era trabalhado.

Fundir e moldar

No início, o método utilizado para fundir os minerais era a exposição ao fogo, ou seja, aquecer o metal até o ponto de fusão. O mineral em estado líquido era, então, despejado num molde e logo esfriado com água para poder separar a peça do molde.


Anterior Início Próxima