Busca  
  Sociedade   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Da Revolução Industrial aos dias de hoje

Reprodução
Londres no século XVIII.
A indústria acelerou o processo de urbanização de muitas cidades europeias. Boa parte delas se transformou em grandes aglomerados urbanos da atualidade.

A chegada da indústria. No século XVIII, a Revolução Industrial provocou o êxodo da população do campo para as cidades, gerando enormes concentrações urbanas. Novas classes sociais se formaram: a burguesia industrial e a classe operária assalariada. Esses trabalhadores viviam submetidos a longuíssimos horários de trabalho, disciplina rígida, baixos salários e péssimas condições de higiene, resultando em grandes danos para a saúde.

Reprodução
Em Tókio vivem 26,5 milhões de pessoas.
Os aglomerados urbanos. No final do século XVIII já havia 25 cidades com mais de 100 mil habitantes na Europa, entre elas Londres (Inglaterra), Paris (França), Nápoles (Itália) e Madri (Espanha). Ao longo dos séculos XIX e XX, o processo de urbanização se acelerou e as cidades cresceram muito. Muitas se transformaram em verdadeiros aglomerados urbanos da atualidade, como Tóquio, no Japão (26,5 milhões de habitantes), e Nova York, nos Estados Unidos (16,3 milhões). Por causa do excesso de população, essas e outras cidades passam por graves problemas urbanos, como poluição, falta de infraestrutura, engarrafamentos, excesso de lixo, escassez de áreas verdes e tantos outros.


Anterior Início