Busca  
  Sociedade   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

A natureza como marco

Esse osso de águia entalhado foi encontrado por arqueólogos em Le Placard, França. Acredita-se que seja um calendário lunar feito aproximadamente em 11.000 a.C.
Este é um calendário egípcio. Os egípcios baseavam-se no movimento aparente do sol no céu para medir o tempo.
A preocupação humana com o tempo começou na pré-história. Sem conhecimentos astronômicos ou matemáticos, os homens começaram a dividir o tempo a partir dos fenômenos visíveis da natureza.

O primeiro calendário

Imagine a região que hoje corresponde à França central, no ano de 11.000 a.C. A paisagem é muito diferente do que conhecemos. Nem sinal dos atuais vinhedos verdejantes: a última era glacial ainda é passado recente e a neve domina a região. Um homem pré-histórico observa o céu. Noite após noite ele vê a lua nascer, nota seu percurso e as várias fases que se sucedem. Percebe um ciclo nisso: lua nova, crescente, cheia, minguante. E novamente nova, crescente, cheia, minguante. Um ciclo que se repete infinitamente. Certa noite ele pega um osso de águia e começa a fazer marcas: cada marquinha correspondente a uma noite de determinada lua. Quatro grupos com sete marquinhas: sete noites para cada lua. Nascia o primeiro calendário lunar.

Época de plantio e de colheita

Muita coisa aconteceu depois que nosso amigo pré-histórico entalhou o osso da águia. Nos três mil anos seguintes, os homens se tornaram sedentários. Construíram casas, começaram a plantar. E a contagem do tempo ficou mais e mais necessária. Para garantir uma boa colheita era fundamental saber quando plantar e, depois, quando colher. As divisões de tempo foram se aperfeiçoando: além dos dias e noites e das fases da lua, começaram a ser consideradas as estações do ano, as cheias e vazantes dos rios, as épocas das chuvas e da seca etc. Novos calendários surgiram e eram usados para marcar os momentos de colheita, os nascimentos, e as festas religiosas. As sociedades foram se tornando mais e mais complexas, até o aparecimento das primeiras cidades e primeiras civilizações. Era preciso dividir o tempo para estabelecer turnos de trabalho ou marcar encontros importantes.


Anterior Início Próxima