Busca  
  Sociedade   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Outras maneiras de contar o tempo

Apesar de ser usado na maior parte dos países e em praticamente todas as relações internacionais, o calendário gregoriano não é a única maneira de contar o tempo. Veja outras.

Calendário islâmico

Utilizado nos países islâmicos, tem como ano 1 a Hégira - a migração do profeta Maomé de Meca para Medina - em 622 d.C. É um calendário lunar constituído de 12 meses de 30 e 29 dias, que principiam sempre na lua nova. O ano novo começa no mês de Mouharam e as letras AH são escritas junto às datas. Cada mês islâmico dura de uma lua cheia até a seguinte, o que torna o ano 11 dias mais curto que o ano solar. Por causa disso, as festas não acontecem nos mesmos dias de ano para ano. O ano 1423 AH começou no ano 2001 da era Cristã.

Calendário judaico

É um calendário cujo ano é solar e os meses, lunares. Cinco meses têm 29 dias, cinco têm 30 dias e dois têm duração variada, de ano para ano. O mês começa com a lua nova e o primeiro dia chama-se Rosh Hodesh. Segundo a crença religiosa, o calendário judaico começa com a data da criação do mundo - 3760 a.C, segundo vários cálculos baseados na Bíblia. O ano civil começa no outono, mas o ano religioso começa na lua nova seguinte ao equinócio da primavera. O primeiro mês é chamado Nisan e, a cada dois ou três anos em períodos de dezenove anos, um mês extra é acrescentado para resolver a incompatibilidade entre o ano solar e os meses lunar. Os anos de doze meses são chamados de anos comuns e os de treze meses embolísmicos.


Anterior Início