Busca  
  Sociedade   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Uma relação antiga

Reprodução
Desenho na caverna de Altamira, em Santander (Espanha).
O homem sempre se preocupou com os animais à sua volta. Há pelo menos 25 mil anos, os grupos humanos pré-históricos já deixavam interessantes pinturas nas paredes das cavernas que habitavam. Algumas dessas pinturas mostram cenas de homens caçando antílopes e bisões (um parente do búfalo), certamente para aproveitamento da carne e da pele. Outras cenas retratam rinocerontes, touros e leões, animais de grande porte, temidos pela sua força e agressividade.

Homens e animais juntos no cotidiano

Domesticar uma espécie animal é retirá-la do estado selvagem para reproduzi-la fora de seu ambiente natural, em cativeiro, durante diversas gerações. Nesse processo, além de ficar mais manso, o animal vai sendo aprimorado para apresentar características desejadas pelo homem.
Por meio de cruzamentos controlados e da seleção de filhotes foi possível fazer com que esses animais produzissem mais leite (por exemplo, na vaca e na cabra), mais ovos (na galinha), ou lã de melhor qualidade (no caso da ovelha). A domesticação é um processo lento, que pode durar de centenas a milhares de anos, ao qual poucas espécies podem ser submetidas.

Fique ligado!

Entre os animais domesticados mais comuns estão o cão, o gato, o boi, o cavalo, a cabra, a ovelha e a galinha. Menos conhecidos entre nós são os casos do camelo, do dromedário (um "camelo" com uma única corcova), da lhama (um parente do camelo que vive na América do Sul) e do iaque (um parente do boi que vive nas montanhas do Tibete), entre outros.


Anterior Início Próxima