Busca  

 
Invertebrado
Anelídeo (verme)
 
Peso:
em média, 30 gramas.
Tamanho:
geralmente, 15 cm; porém algumas espécies atingem até três metros.
Alimentação:
organismos mortos e diversos tipos de vegetação (plantas e folhas).
Tempo de vida:
variável, conforme a espécie da minhoca. Geralmente, vive na faixa de 2 a 16 anos.
Onde vive:
enterrada em solos úmidos e quentes.
 
Voltar
MINHOCA
Você já viu uma minhoca? Em que local a observou? Certamente, você deve tê-la encontrado após abrir um buraco em meio a terra. É nesse ambiente quente e úmido que o anelídeo vive. A minhoca se rasteja abaixo do solo - encomprida a parte dianteira do corpo e a impulsiona para só depois puxar a parte traseira – e, a cada nova movimentação, cava túneis e cria verdadeira galeria subterrânea.

Assim, contribui com a manutenção do solo e com o desenvolvimento das plantas. E sabe por quê? A cada vez que a minhoca se desloca, movimenta a terra e acaba misturando-a ao humo (matéria em decomposição) ali presente, tornando o terreno mais fértil; além disso, favorece a circulação de ar por meio dos túneis subterrâneos, ajudando as espécies vegetais.

Aparência

As minhocas medem, geralmente, 15 centímetros de comprimento. No entanto, há espécies que podem atingir até três metros. O corpo das minhocas é liso e constituído de segmentos (como se fossem anéis). O animal não possui ouvido, nem olhos. Em cada extremidade de seu corpo, se fazem presente boca e ânus, canais responsáveis pela ingestão e excreção de substâncias. Ao se locomover, a minhoca ingere terra e dela só aproveita os componentes orgânicos – o restante é excretado de seu corpo.

As minhocas não possuem pulmões. Por isso, respiram por meio da pele, que realiza trocas gasosas com o ar existente nas partículas da terra. Quando chove e o solo fica encharcado, a respiração não se processa e as minhocas precisam subir à superfície para não morrerem afogadas. Sensíveis, elas também não resistem a climas quentes e secos e logo voltam a se enterrar.

Macho ou fêmea?

As minhocas são hermafroditas, ou seja, possuem tanto o órgão reprodutor feminino quanto o masculino. No entanto, elas não podem se autofecundar. Precisam de um parceiro para acasalar e gerar seus ovos.

Na época da reprodução, as minhocas se aproximam e unem as regiões ventrais para que haja a troca de espermatozoides. Após o acasalamento, os ovos são postos em um receptáculo (semelhante a um casulo) que fica em volta do corpo da minhoca. Após algumas semanas, os ovos eclodem.
 
 
As minhocas também se reproduzem pelo processo de regeneração. Após uma divisão do corpo, formam-se novos indivíduos a partir de cada pedaço.
As minhocas são usadas como isca pelos pescadores.