Busca  
  Geografia   
Ciências Humanas e suas Tecnologias  

O que são o efeito estufa e a camada de ozônio?
Dá-se o nome de atmosfera à camada gasosa que envolve a Terra. Ela é formada por uma mistura de gases, principalmente o nitrogênio e o oxigênio. A atmosfera realiza funções de grande importância para os seres vivos: oferece os gases para a respiração e a fotossíntese; protege dos raios solares nocivos e evita que a Terra se resfrie excessivamente durante a noite, ocasião em que não recebe as radiações solares (como se fosse uma manta!). A atividade humana, com suas indústrias, automóveis e aviões, despeja incessantemente na atmosfera grandes quantidades de substâncias que vão modificando pouco a pouco sua composição. Os movimentos do ar provocam o deslocamento dos poluentes, razão pela qual toda a atmosfera está, em maior ou menor grau, contaminada. Os efeitos da contaminação atmosférica, portanto, são globais e afetam toda a biosfera, alterando gravemente o funcionamento de muitos ecossistemas.

1. Mais calor e mais desertos
Os gases atmosféricos formam uma camada que permite que a energia do Sol chegue à Terra e não escape durante a noite, na forma de calor. É o mesmo efeito criado pelo plástico que cobre uma estufa.

Sem o efeito estufa natural, a temperatura média da
Terra não seria de 15°C, mas muito inferior,
cerca de 22°C abaixo de zero.

O aumento do dióxido de carbono, entre outros fatores, contribui para a alteração do efeito estufa natural
A atividade humana provocou um aumento na concentração dos gases responsáveis pelo efeito estufa. Por essa razão, a temperatura da Terra está em elevação porque a cada noite perde menos calor do que recebe durante o dia. Os cientistas acreditam que o aumento da temperatura poderá ser de 4°C no ano 2100. Isso poderá acarretar grandes desastres ambientais, como:

O aumento na desertificação de grandes áreas da Terra.
O derretimento de boa parte dos gelos polares, aumentando o nível dos oceanos e podendo causar inundação nas costas dos países.

Para lembrar:
O gás responsável pelo efeito estufa é, principalmente, o dióxido de carbono (CO2). Ele é produzido pelos automóveis e pelos sistemas de calefação que utilizam combustíveis fósseis (especialmente os derivados
do petróleo) e pelos incêndios nas florestas.

Existem grandes quantidades de produtos aerossóis em embalagens de lata. A
utilização do CFC como propulsor das embalagens em
spray está sendo limitada devido à alteração que ele produz na camada de ozônio
2. A camada de ozônio
O ozônio é um gás formado por três átomos de oxigênio (O3). Localiza-se na estratosfera a aproximadamente vinte e dois quilômetros de altura. Esse gás protege a Terra absorvendo as radiações ultravioletas do Sol, capazes de provocar danos às células que se exponham excessivamente a elas. Atualmente, a concentração de ozônio está diminuindo de forma alarmante em algumas zonas, destruído por certos contaminadores procedentes da Terra.

Os gases envolvidos na destruição do ozônio estratosférico são principalmente os clorofluocarbonos (CFC). Estes gases, fabricados pelos seres humanos, são utilizados em processos industriais de refrigeração em geladeiras e em condicionadores de ar e como propulsores dos aerossóis.

A poluição não é um problema de hoje. Na foto, uma rua de Madri, nos anos de 1970
3. Quando a chuva é ácida
Muitos dos poluentes liberados na atmosfera podem reagir entre si ou com os componentes atmosféricos, gerando novos contaminadores. A chuva ácida é formada pela reação de algumas substâncias (óxidos), com o vapor d’água da atmosfera.

3a. Efeito a distância
O ácido criado permanece na atmosfera, na forma de gotículas, que podem ser trazidas pela chuva ou pela neve diretamente para a superfície da Terra. A chuva ácida altera a água dos rios e dos lagos, provocando a morte dos peixes. Nos continentes, ela empobrece o solo e provoca a queda das folhas dos vegetais, matando as florestas. Nas cidades, altera os materiais, rochas e pedras usados na construção civil e nos monumentos públicos, degradando-os. A maior parte da chuva ácida é provocada pelo óxido de enxofre (SO2), liberado na atmosfera por meio da queima de carvão nas indústrias e pelos sistemas de calefação. Atualmente, quase todo o dióxido de enxofre provém das centrais térmicas que utilizam o carvão para produzir eletricidade.

A contaminação produzida por um determinado país pode afetar os países vizinhos sob a forma de chuva ácida.
A solução é eliminar as
emissões, impedindo sua liberação pelos canos de escapamento e
chaminés
4. Efeitos da contaminação atmosférica sobre a saúde
A presença de poluentes nas camadas baixas da atmosfera pode afetar a saúde das pessoas, além de prejudicar animais, plantas, edifícios e objetos. Os contaminadores penetram em nosso organismo pelas vias respiratórias, e nele se depositam, podendo provocar diversas doenças, como bronquite crônica, asma, câncer do pulmão e cefaléias, entre muitas outras.