Busca  
  Geografia   
Ciências Humanas e suas Tecnologias  

De olho no tempo
Quem faz o estudo do clima e as previsões do tempo são os meteorologistas. Para isso, eles ficam de olho no movimento das massas de ar, que são as principais responsáveis pela alteração do tempo, trazendo chuvas, frio ou provocando ondas de calor. Saiba quais são as principais massas que atuam no Brasil e que outros fatores influenciam o nosso clima.

 

As massas de ar no Brasil
O vaivém das massas
 
As massas de ar no Brasil    
As massas de ar estão em constante movimento. Por isso, o tempo pode mudar de um dia para o outro. E, com ele, alterar também o jeito de você se vestir. Um dia, dá para sair de bermuda e camiseta. No outro, é preciso colocar uma blusa de lã. Isso acontece com freqüência, mais precisamente quando uma massa de ar frio toma o espaço de uma massa de ar quente.
O território brasileiro sofre a influência de cinco massas de ar. A formação delas ocorre em lugares diferentes. São duas continentais (Equatorial Continental e Tropical Continental) e três marítimas (Polar Atlântica, Tropical Atlântica e Equatorial Atlântica). O nome da massa indica o lugar em que ela se forma. Por aí, também é possível saber se elas serão quentes ou frias, úmidas ou secas. Por exemplo, uma massa de ar polar tem origem em um dos pólos e será, necessariamente, fria. Se ela se formou sobre o continente (massa continental), terá mais chances de ser seca do que uma que se formou sobre o oceano.
 
 
O que são as massas de ar?
Massas de ar são porções da atmosfera – a camada de ar que envolve a Terra – que têm as mesmas características de temperatura, umidade e pressão. Há três tipos principais de massas de ar:
Massa polar: forma-se nos dois pólos e causa queda de temperatura
Massa tropical: origina-se próxima aos dois trópicos (Câncer e Capricórnio) e pode se formar sobre o continente (em geral, é seca) ou sobre o oceano (carregada de umidade).
Massa equatorial: forma-se na região da Linha do Equador e é muito quente e úmida
 
O vaivém das massas    
As massas de ar avançam ou recuam devido à rotação da Terra, que provoca alterações na atração gravitacional e diferença de aquecimento, gerando ondas, que fazem com que as massas estejam em constante movimento. Durante o verão, o território brasileiro é dominado por massas de ar quente (tropicais e equatoriais). O resultado disso são temperaturas elevadas. Nesse período, também ocorrem muitas chuvas, por causa da umidade das massas oceânicas. Em grandes cidades, como São Paulo e Rio de Janeiro, é a época das enchentes. No inverno, boa parte dos Estados brasileiros é invadida por ondas de frio. É a ação da massa Polar Atlântica. Ela provoca geadas e até neve em regiões do Sul do país e pode chegar à Amazônia, causando queda de temperatura – é o fenômeno conhecido como friagem, quando os termômetros podem bater na casa dos 10 ºC de uma hora para outra.
 Para saber mais:

Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/Inpe) – em português: www.cptec.inpe.br
Organização Meteorológica Mundial (OMM) – em inglês: www.wmo.ch
Climatempo
www.climatempo.com.br