Busca  
  Geografia   
Ciências Humanas e suas Tecnologias  

Como aproveitamos os recursos naturais do planeta?
Os minerais são muito importantes como matéria-prima para a indústria. As fontes de energia são matérias para produzir calor, eletricidade ou movimento. Uma fonte de energia pode ser, também, matéria-prima, como acontece com o carvão e o petróleo que alimentam importantes indústrias químicas.
O carvão e o petróleo são combustíveis fósseis encontrados em bacias sedimentares.
A produção de fontes energéticas e recursos minerais caracteriza-se pela concentração em determinadas áreas geográficas. Entretanto, os países pobres têm dificuldades de explorar tais recursos, precisando quase sempre da interferência dos países ricos neste setor.
As fontes de energia secundárias, como a energia nuclear, são mais desenvolvidas nos países ricos, porque necessitam de uma tecnologia avançada.

A exploração de recursos minerais modifica o espaço natural, mas é essencial ao desempenho industrial
1. A obtenção dos recursos minerais
Atualmente já existem dados aproximados sobre as reservas minerais disponíveis e suas perspectivas futuras. As reservas são os recursos já identificados, que podem ser extraídos em função de critérios de rentabilidade econômica, das técnicas disponíveis e de sua situação geográfica no espaço terrestre. A utilização dos recursos minerais varia de acordo com as preferências da indústria.

Evolução da produção de matérias-primas minerais
(em milhares de toneladas)
1a. Novos recursos
O minério de ferro, principal recurso mineral até pouco tempo, está cedendo espaço a uma expansão crescente dos minerais não-ferrosos (chumbo, cobre, estanho, alumínio, titânio, manganês, vanádio) devido às possibilidades tecnológicas para a elaboração de novos materiais.

2. A produção mineral no mundo
Devido às condições geológicas, os recursos naturais, especialmente os minerais, encontram-se concentrados em um pequeno número de países. Assim, estabeleceram-se consideráveis dependências comerciais entre os países consumidores (especialmente o Japão e a Europa ocidental, deficitários em matérias-primas) e os países produtores. Muitos dos recursos minerais explorados pertencem a países do Terceiro Mundo, onde a riqueza das jazidas e a existência de uma mão-de-obra abundante e barata facilitam a exploração.

Para lembrar:
A concentração da produção é particularmente elevada em alguns minerais: por exemplo, os cinco principais produtores de ferro reúnem 72% da produção mundial; o mesmo acontece com o ouro (70%), o níquel (70%) e a prata (65%). Os percentuais diminuem para o cobre (59%),
o zinco (58%) e o chumbo (50%).

Clique na imagem para ampliar
3. O consumo mundial de energia
Desde a revolução industrial do século XIX, o consumo de energia vem crescendo de forma notável. Entre 1950 e 1992, o consumo mundial de energia quadruplicou, ainda que de forma desigual entre países desenvolvidos e subdesenvolvidos.
A América do Norte, a Europa Ocidental e a Ásia Oriental consomem mais de 60% da energia mundial, enquanto África, Oriente Próximo e América Latina não somam mais que 10% desse consumo.

Enquanto um norte-americano consome 12 TEP (toneladas equivalentes de petróleo), um africano gasta apenas 0,7 TEP.

Atualmente, o consumo está estancado na Europa e na América do Norte; cresce ao ritmo de 5% anual nos novos países industriais da Ásia (Coréia do Sul, Taiwan, Cingapura) e tende a diminuir nos países da Europa Central e Oriental. Ainda que os países do Terceiro Mundo incrementem também seu consumo energético, a distância que os separa dos países ricos continua sendo enorme.

As centrais solares produzem
uma energia renovável e
não-poluidora do ambiente
4. A diversidade de fontes de energia
Podemos distinguir vários tipos de fontes de energia. As não-renováveis (carvão, petróleo, gás, urânio) são aquelas das quais há uma quantidade finita. Neste, grupo deve-se distinguir entre:

Reservas provadas, que podem ser extraídas em função da capacidade técnica e econômica do momento.
Reservas prováveis, cuja quantidade varia com os conhecimentos geológicos e os descobrimentos técnicos.






As energias renováveis são aquelas que podem regenerar-se, ainda que também possam esgotar-se quando seu consumo for mais rápido que sua renovação (como a madeira). Por fim, há recursos considerados inesgotáveis, como a energia solar ou a eólica.


Próxima