Busca  
  Geografia   
Ciências Humanas e suas Tecnologias  

As cidades modernas
Camponeses abandonam os feudos e vão para as cidades. O comércio torna-se novamente a principal atividade econômica.

Florescimento comercial. Na época feudal, a base da economia era a atividade agrícola. A partir do século XI, o fim das invasões e a redução das guerras permitiram o crescimento da população, gerando mais consumidores e mão-de-obra. O aumento da colheita agrícola, graças ao aperfeiçoamento técnico e à ampliação das áreas de cultivo, permitiu a existência de excedentes para o comércio e matérias-primas para o artesanato. Camponeses começaram a abandonar os feudos em direção às cidades, atraídos por novas atividades, como o comércio. Novas cidades surgiram às margens dos feudos, em regiões de feiras ou em portos comerciais.

O espaço urbano. Com o aumento da população, as cidades antigas se ampliaram e centros urbanos foram construídos. Nas cidades medievais havia um conjunto de ruas estreitas e algumas praças, que eram cercadas por muralhas. Aos poucos, foram se formando conjuntos de bairros. As casas eram lotadas de gente, pois no interior das muralhas dispunha-se de pouco espaço. Fora das muralhas, estendiam-se as hortas e os campos. Os mercados se realizavam na esplanada externa, ou então na praça maior no interior da parte murada.
Em suma, o comércio propiciou a volta das cidades, que se tornaram mais importantes do que as regiões rurais da época do feudalismo.

No início do século XI há o renascimento do comércio e das cidades.
Veja também no Klickeducação
Como as cidades e o comércio recuperaram sua importância?
Entenda como ocorreu a queda do feudalismo.

Para saber mais na internet
O mercantilismo
O ressurgimento do comércio na Idade Moderna (em inglês).

Anterior Início Próxima