Busca  
  Geografia   
Ciências Humanas e suas Tecnologias  

Migração judia para a Palestina
No final da Primeira Guerra Mundial, em 1918, a população da Palestina era composta de 90% de palestinos e 10% de judeus. Mas nos anos seguintes, a imigração de judeus para a região foi crescente. Primeiro, incentivada pela política do Movimento Sionista, criado no final do século XIX por Theodor Herzl. Os sionistas defendiam a criação de uma pátria para os judeus – um Estado judeu. Depois, a imigração foi ainda mais acentuada com a perseguição aos judeus pelo nazismo, de 1935 (edição das Leis de Nuremberg) a 1945 (fim da Segunda Guerra Mundial).
Já nessa época, a afluência de judeus ao Oriente Médio aumentou as tensões entre eles e os palestinos – os dois povos ainda apátridas. Grupos terroristas judeus começam a atacar posições britânicas, tentando minar a autoridade britânica na região e forçar o governo inglês a definir a situação da Palestina.

 


Anterior Início Próxima