Busca  
  Geografia   
Ciências Humanas e suas Tecnologias  

A mão da natureza

O tufo vulcânico que modelou a paisagem da Capadócia surgiu em conseqüência da formação dos montes Taurus, ao sul da Turquia.

Tufo. Para consolidar o hábito de ocupar o subsolo, os turcos e seus antepassados contaram com a ajuda da natureza. A topografia da região foi modelada pelas constantes e violentas erupções dos vulcões Erciyes (3.916 metros de altitude) e Hassan (3.268 metros). Os dois vulcões surgiram durante a formação dos montes Taurus, há 60 milhões de anos. À medida que se formaram, durante centenas de séculos, essas montanhas provocaram o enrugamento do planalto da Anatólia. Em sucessivas erupções, produziram o tufo vulcânico que deu forma à paisagem única da Capadócia.

Erosão. Os agentes naturais de erosão escavaram lentamente pináculos e grutas na rocha, criando abrigos para os habitantes da Capadócia. Foram precisos milhões de anos para que as cinzas das erupções vulcânicas formassem uma alta camada de tufo (a rocha endurecida após as erupções vulcânicas). Em alguns lugares da Capadócia, ela foi coberta por outra camada de lava basáltica. O basalto não foi páreo para as alternâncias de temperatura entre o quente e o frio, a chuva e o vento: rachou. A água da chuva infiltrou-se pelas fendas e erodiu o tufo vulcânico vagarosamente, formando grutas e pináculos.

Chaminés. A agressão do tempo também provocou – e continua provocando – o surgimento de cones de tufo cobertos por basalto duro. Tão estranhos, tão bonitos que os turcos os chamam de "chaminés mágicas".

Reprodução

As chaminés mágicas da Capadócia, criadas por erosão.

 


Anterior Início Próxima